Palmer Revillagigedo 8Revillagigedo, ilhas fantasticas mexicanas com um show de raias gigantes e tubarões!

 

 

 

Palmer Revillagigedo 2 minAs Ilhas Revillagigedo são um esparso e isolado grupo de quatro ilhas vulcânicas pertencentes ao México. Localizam-se no Oceano Pacífico, a cerca de 390 km a sul do Cabo San Lucas, no estado de Baja California Sur (18° N 112° O). A área total é de cerca de 160 km². As 3 (três) principais ilhas são San Benedicto, Socorro e Roca Partida. A ilha Clarion também faz parte do arquipélago, mas por ser muito afastada, nem sempre faz parte dos pacotes de viagem para lá.

As ilhas Revillagigedo são também comumente chamadas de Socorro, que é a maior delas e onde há uma base da marinha mexicana. As ilhas são vulcânicas e a última atividade ocorreu em 1993, quando o vulcão localizado na ilha Socorro acordou depois de 145 anos adormecido. Por ser, desde 1994, uma Área de Proteção Nacional, todos os barcos que a visitam precisam de uma licença do governo mexicano.  

Frequentemente comparada com Galápagos e Isla de Cocos (Costa Rica), essa isoladas ilhas vulcânicas oferecem uma incrível e variada fauna marinha com encontros com alguns dos maiores seres existentes nos mares.

Palmer Revillagigedo 7Podemos encontrar por lá os tubarões Galha branca de recife, Silkys, Galapaguenho, e Cinza além de cardumes de Martelos e, se você der muita sorte, o imenso e solitário Grande Martelo, um dos gigantes dos mares que pode chegar aos 6 metros.  Golfinhos também podem se vistos por lá e o encontro com eles é inesquecível uma vez que eles sempre interagem com os mergulhadores dando algumas voltas em torno de nós.

Mas, sem dúvida alguma, o melhor motivo de encarar uma viagem até Revillagigedo é a certeza de encontrar as imensas Raias Mantas do Pacífico que podem atingir até 6, 7 metros de envergadura. Mergulhar com estes seres fantásticos é uma das melhores experiências que um mergulhador pode ter e as ilhas Revillagigedo, por ser uma estação de limpeza de Mantas, é um dos melhores locais do planeta para encontrá-las. Palmer Revillagigedo 8Em um único mergulho é possível avistar de 4 a 5 mantas e elas parecem adorar as bolhas liberadas pelos mergulhadores, pois as procuram e ficam quase paradas se divertindo com elas passando pelo seu corpo. A temporada, geralmente, vai de Novembro a Maio, quando o mar permite a longa viagem até as ilhas. A ilha mais próxima, San Benedicto, está a 390 km de distância de Cabo San Lucas. São de 22 a 24 horas de navegação, dependendo das condições do mar e do vento. Mas a certeza de encontrar as fantásticas Mantas do Pacífico vale a longa viagem.

 

No nosso caso a viagem foi ainda mais longa. Nosso grupo saiu de São Paulo para Dallas, 10 horas de voo. Depois mais 3 horas de Dallas para Cabo de São José.Palmer Revillagigedo 9 min Aí são mais 40 minutos até o hotel em Cabo de São Lucas onde ficamos até a tarde do dia seguinte. Entramos no Solmar V (http://solmarv.com/index.html), um barco confortável para 22 mergulhadores e depois de totalmente instalados, partimos para a longa travessia até as ilhas. Demos a sorte de pegar um mar bem tranquilo e depois de 23 horas de navegação chegamos a San Benedicto onde ainda conseguimos fazer um mergulho ao final da tarde. Em San Benedicto mergulhamos nos pontos Las Cuevas, El Canyon e Boiler. Neste último tivemos o prazer de, finalmente, encontrar as esperadas Mantas gigantes do pacífico. Foi um mergulho de 51 minutos, com profundidade máxima de 27,6 metros. E todo ele na companhia de duas ou mais Mantas.  Em um dado momento segui uma delas, fotografando, e foi quando fui parar nos 27 metros.

raias mantas em revillagigedo méxicoA interação delas com os mergulhadores é algo absolutamente fantástico e ter que terminar o mergulho por finalmente estar com seu ar chegando ao limite de segurança é um momento difícil. Mas teríamos alguns dias a mais com elas e ficar dentro dos limites de segurança é sempre a melhor forma de mergulhar. E por estarmos muito longe da base de terra mais próxima essa segurança é mandatória.

Na noite deste primeiro dia de mergulhos saímos para 5 horas de navegação até a ilha Socorro. O primeiro ponto de mergulho foi Cabo Pearce, as 7 hs.  Mais Mantas e aqui, segundo os divemaster, seria possível encontrar alguns Tubarões Martelo.  Não demos sorte e eles não chegaram perto o suficiente para uma foto.

Palmer Revillagigedo 5O segundo mergulho foi as 10:30 hs e neste, logo no início da descida, 3 golfinhos passaram por nós e ficaram girando entre o grupo. Foi a primeira vez que pude mergulhar com estes seres fantásticos e fotografá-los.

Na noite deste mesmo dia, partimos para Roca Partida, a 6 horas de navegação. Um rochedo no meio do nada, mas com muita vida, pois as correntes, ora fracas, ora muito fortes, agem como um atrativo para a alimentação dos tubarões. Vimos tubarões galha branca pequenos em “ninhos” localizados em fendas na parede do rochedo, e seus “pais” passando ao largo. Tubarões Cinza e Galapaguenhos bem grandes passavam um pouco abaixo de nós e alguns Martelos podiam ser vistos mais afastados do rochedo. Tentei chegar perto de um deles para fotografar, mas eles não deixam você se aproximar e se distanciam mais ainda.

Palmer Revillagigedo 6Ficamos mais um dia em Roca Partida e depois voltamos para San Benedicto – 10 horas de navegação durante a noite. E de volta ao Boiler. Foram mais 3 mergulhos e todos com Mantas dando o seu show. Desta vez a Manta negra gigante chegou perto. Foi nosso último dia em Revillagigedo e o show das Mantas foi fantástico e inesquecível e já saímos de lá querendo voltar o mais breve possível.

Para os interessados em foto, usei uma Nikon D300, em caixa Sea&Sea, lente Tokina 10-17 mm e 2 flashes Sea&Sea 110 alfa. E para os que estão pensando em ir para lá, em novembro a visibilidade mínima foi de 20 metros e a temperatura da água estava entre 25 e 27 graus Celsius.

 Roberto A. Palmer